Artigo – 20. De que forma se dá os números elevados de suicídio na adolescência?

Artigo – 20. De que forma se dá os números elevados de suicídio na adolescência?

O suicídio está entre as três principais causas de morte entre indivíduos de 15 a 44.  Nos últimos 45 anos, foi registrado um aumento de 60% na taxa de suicídio em todo mundo. O Brasil é considerado um país com baixo índice de suicídio sendo estimada em 4,1 por 100 mil habitantes para a população com um todo, com maior frequência em homens do que mulheres.

O suicídio pode acontecer em qualquer idade. Nos Estados Unidos, os jovens de 15 a 24 anos são os grupos po­pulacionais de maior risco de suicídio. Em adolescentes, o suicídio constitui-se na segunda causa de morte, somente está atrás da mortalidade por acidentes de trânsito. Uma das explicações é a dificuldades em enfrentar as exigências psicológicas e sociais impostas nesse período. Estudos mostram também que a solidão é um sentimento comum em adolescentes que tentam suicídio.

Há fatores de risco que podem influenciar nesse comportamento em adolescentes. Depressão, hábito de fumar diariamente, perdas, ao abuso de substâncias, consumo frequente de álcool, impulsividade, estresse, solidão, bullying, baixa autoestima, influência do gênero e entre outros. Esses aspectos, isoladamente, não são preditores do suicídio, mas as consequências podem aumentar a vulnerabilidade para esse comportamento.

Se você pensa ou acredita que tirar a própria vida seja uma forma para lidar com seus problemas, entre em contato com o serviço 141 de Centro de Valorização da Vida. Eles possuem voluntários treinados para conversar com todas as pessoas que procuram ajuda e apoio emocional. Nós da equipe INNEAC possuímos tratamento especializado em atendimentos para pessoas que sofrem intensamente.

Nós acreditamos em uma vida que vale a pena ser vivida.

Gostou do texto? Estaremos publicando mais sobre a temática durante o mês de Setembro. Nos ajude a divulgar!

Acesse nossas redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/InstitutodeNeuropsicologia/

Instagram: @institutodeneuropsicologia

Site: http://institutodeneuropsicologia.com.br/site/

 

 

Referencias bibliográficas

Braga, Luiza de Lima, & Dell’Aglio, Débora Dalbosco. (2013). Suicídio na adolescência: fatores de risco, depressão e gênero. Contextos Clínicos6(1), 2-14. https://dx.doi.org/10.4013/ctc.2013.61.01

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(http://institutodeneuropsicologia.com.br/site/wp-content/uploads/2019/04/banner3-min.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 250px;}